Pessoas com TDAH se beneciam da prática de mindfulness

Pessoas com TDAH se beneciam da prática de mindfulness



O transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH) é um diagnóstico médico bastante preciso e de tratamento complexo. Os quadros se iniciam ainda na infância e se caracterizam por níveis elevados de desatenção, hiperatividade e impulsividade. Esse
quadro afeta em torno de 3% da população adulta e está associado a prejuízos no desempenho escolar e profissional, além de problemas para a saúde (ansiedade, adição a drogas e aumento do risco de suicídio, por exemplo) e para as relações sociais e
interpessoais.

A farmacoterapia (terapia com me com medicamentos) é o tratamento de primeira linha para pessoas com diagnóstico de TDAH, em especial para aquelas com nível moderado ou grave de comprometimento. No entanto, a terapia medicamentosa apresenta limitações significativas, uma vez que é frequentemente associada a efeitos colaterais ou adversos, com alta taxa de abandono do tratamento. Assim, uma combinação de tratamento medicamentoso com psicoterapias tem se mostrado mais eficaz do que usar apenas medicamentos.

Uma série de estudos recentes nos mostram que existem possíveis benefícios da prática de mindfulness (atenção plena) na redução dos sintomas do TDAH, tanto em adultos como em adolescentes. As pesquisas indicam que o uso mais adequado de mindfulness seria como terapia complementar ao tratamento medicamentoso. Pessoas com TDAH que começam a praticar mindfulness regularmente relatam uma diminuição na percepção de desatenção e de problemas com a memória, por exemplo.
Um estudo recente de boa qualidade, feito em vários centros de tratamento na Holanda, encontrou uma redução significativa de sintomas de TDAH (diminuição em torno de 30% nos níveis de desatenção, hiperatividade e impulsividade) logo após o programa de mindfulness (treinamento de 8 semanas), e mostrou que os efeitos se mantiveram por pelo menos 6 meses após o fim do programa. Houve também melhoras significativas e positivas na saúde mental em geral.

Além das pessoas com TDAH, os estudos indicam que treinar pais e professores que cuidam de crianças com TDAH também é efetivo e traz bons resultados. Um estudo muito interessante observou que após o programa de mindfulness de 8 semanas, pais e
professores relataram redução do estresse percebido, redução da ansiedade, e melhora dos níveis de atenção plena.

Vamos praticar?

Referência:

Garcia-Campayo & Demarzo. ¿Que sabemos de Mindfulness? Kairós Editorial, 2018.

Para saber mais:

www.mindfulnessbrasil.com (Mente Aberta – Centro Brasileiro de Mindfulness e Promoção da Saúde – UNIFESP)

www.webmindfulness.com (WebMindfulness – Grupo de Pesquisa Coordenado pelo Prof. Javier García-Campayo – Universidad de Zaragoza, informações em espanhol)

www.umassmed.edu/cfm (Centro de Meditação “Mindfulness” na Medicina, Universidade de Massachusetts, Estados Unidos, informações em inglês)

 

Fonte – UOL

Todos os direitos reservados © 2019 - 2020

Site desenvolvido por