Os benefícios do mindfulness para mães e pais (e filhos)

Os benefícios do mindfulness para mães e pais (e filhos)



Os treinamentos em mindfulness (atenção plena) são eficazes para ajudarem os pais no cuidado com os filhos, os quais desfrutam mais dos bons momentos, e lidam melhor com as dificuldades naturais do processo. Os filhos também se beneficiam, conforme as pesquisas mais recentes.

A atenção plena (mindfulness) é uma capacidade natural que todos temos para estarmos um pouco mais conscientes do que está acontecendo em nossas vidas, envolvendo uma atitude diferente, menos crítica e mais assertiva.

É muito comum que pais e mães se percebam estressados e sobrecarregados em sua rotina, sempre preocupados com a próxima coisa na lista de tarefas. E muitas vezes esse fato acaba gerando uma reação inadequada na relação com nossos filhos, em especial quando eles fazem algo fora do esperado.

A boa notícia é que podemos treinar a desacelerar e a lidar melhor com essas situações, fazendo pausas para criar um espaço para “ser” ao invés de sempre “fazer”, reduzindo a impulsividade naquelas situações.

Uma das ferramentas a nosso alcance é a prática de mindfulness (veja como fazer um exercício simples), a qual pode ser boa tanto para os pais quanto para os filhos, ajudando-nos a criar esse espaço, usando a respiração e o corpo como “laboratórios de aprendizagem”.

Pouco a pouco os efeitos poderão começar a se infiltrar em outros aspectos de nossa vida diária, e descobrimos que podemos abordar experiências diárias como caminhar, cozinhar e brincar com nossos filhos, de uma maneira mais consciente.

Não é uma solução instantânea, mas com um pouco de disciplina e dedicação podemos reservar um tempinho de nossas agendas para explorar essa abordagem, e verificar com a própria experiência o que acontece.

Benefícios para os filhos quando os pais praticam

Em um estudo americano, com mais de 600 pais de crianças de 3 a 17 anos, observou-se que aqueles pais que tinham adquirido a capacidade de levarem mais frequentemente o estado mental de mindfulness para o dia a dia (mais atentos nas atividades cotidianas, e menos críticos e reativos nas interações com seus filhos) afetavam positivamente a saúde dos filhos, os quais se tornavam menos ansiosos e deprimidos, com comportamento mais saudável.

Esses pais “atentos, conscientes e compassivos” percebiam melhor seus próprios sentimentos quando estavam num momento de conflito com os filhos, aprendendo a fazer uma pausa antes de responder com raiva ou impulsividade. Também, tinham uma tendência a ouvir mais atentamente o ponto de vista de uma criança, mesmo quando discordavam.

Essas habilidades potencialmente ajudam a preservar o relacionamento entre pais e filhos, além de serem modelos positivos de como lidar com situações difíceis, os quais serão usados pelos filhos em situações desafiadoras no futuro.

Vamos praticar?

Mande sua pergunta: Se você tem alguma dúvida ou curiosidade sobre mindfulness, atenção plena, ou neurociência do comportamento, por favor me escreva que terei prazer em abordar seu tema em textos futuros: demarzo@unifesp.br

Referências:

Demarzo & Garcia-Campayo. Manual Prático de Mindfulness: curiosidade e aceitação. Editora Palas Athena, 2015.

Para Saber Mais:

www.mindfulnessbrasil.com (Mente Aberta – Centro Brasileiro de Mindfulness e Promoção da Saúde – UNIFESP)

www.webmindfulness.com (WebMindfulness – Grupo de Pesquisa Coordenado pelo Prof. Javier García-Campayo – Universidad de Zaragoza, informações em espanhol)

www.umassmed.edu/cfm (Centro de Meditação “Mindfulness” na Medicina, Universidade de Massachusetts, Estados Unidos, informações em inglês)

 

 

Fonte – UOL

Todos os direitos reservados © 2019 - 2020

Site desenvolvido por