Sofrimento psicológico pode gerar sintomas físicos e desencadear doenças crônicas - Mente Aberta Mindfulness Brasil

Sofrimento psicológico pode gerar sintomas físicos e desencadear doenças crônicas



Por Marcelo Demarzo

A chegada da pandemia do novo coronavírus no Brasil trouxe consigo o agravamento dos quadros psiquiátricos, causando impactos nos sistemas de saúde pela maior procura de atendimentos.

Podemos perceber isso através de uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), com cerca de 400 médicos de 23 estados e do Distrito Federal, que mostrou que 89,2% dos especialistas entrevistados destacaram o agravamento de quadros psiquiátricos em seus pacientes devido à pandemia de Covid-19.

O alto percentual é um alerta para os sistemas de saúde públicos e privados, já que muitas doenças mentais causadas pelo sofrimento psicológico podem desencadear ou agravar quadros físicos, chamados de doenças psicossomáticas, de modo que a mente e o corpo estão estreitamente ligados. Por isso, quando a primeira está doente, é possível que vários órgãos do corpo sintam o reflexo dessa desordem, mesmo sem alteração orgânica alguma.

Essas doenças psicossomáticas são causadas, na maioria das vezes, pelo estresse crônico, sendo que as mais comuns no Brasil são: enxaqueca; síndrome do intestino irritado; alergias alimentares, respiratórias e de pele; sintomas de gastrite sem infecção aparente; impotência sexual;entre outras.

O diagnóstico é feito por exclusão, o processo de desenvolvimento das doenças não é consciente. Geralmente, o médico, além de uma entrevista clínica completa e centrada nas necessidades do paciente, precisa solicitar alguns exames complementares para confirmar que a causa dos sintomas relatados não seja por alguma alteração no organismo.

Levando em conta que este paciente poderá usar mais constantemente o atendimento médico até que seu diagnóstico seja feito e o problema inicial tratado, os sistemas de saúde podem ficar sobrecarregados, principalmente em tempos em que os hospitais já estão lotados devido à pandemia do novo coronavírus.

Logo, para que o especialista considere a causa psicológica desde o primeiro, aconselho que o paciente relate suas queixas sobre a carga emocional durante as consultas médicas.

Mindfulness para o estresse em tempos de pandemia

Para evitar que o sofrimento psicológico cause disfunções maiores ao organismo, o médico explica que reservar atenção à saúde mental é o primeiro passo para o tratamento.

Portanto, a mudança de hábitos e estilo de vida é uma das principais dicas para evitar que o estresse se torne algo crônico e desencadeie sintomas físicos. Reprogramar o cérebro diante de situações desafiadoras não é uma tarefa fácil, mas é possível com tratamentos psiquiátricos, acompanhamento terapêutico e treinamentos regulares, como a meditação e o mindfulness. E este último pode ser treinado dentro de casa, mesmo em locais pequenos, através do uso regular de técnicas simples, como a prática de 3 passos do Mindfulness.

Outros materiais sobre a prática de Mindfulness podem ser encontrados no nosso site, bem como nossos cursos online.

Vamos praticar? Nesse link você encontrará uma playlist completa, na forma de curso introdutório de mindfulness, com outras práticas simples e acessíveis a qualquer pessoa que queira dar os primeiros passos em mindfulness.

Mande sua pergunta:Se você tem alguma dúvida ou curiosidade sobre mindfulness, atenção plena, ou neurociência do comportamento, por favor me escreva que terei prazer em abordar seu tema em textos futuros: demarzo@unifesp.br

Referência:

Demarzo & Garcia-Campayo. Manual Prático de Mindfulness: curiosidade e aceitação. Editora Palas Athena, 2015.

Todos os direitos reservados © 2019 - 2020

Site desenvolvido por