A educação universitária é um período de desafios, e os estudantes universitários estão expostos a muitos fatores de estresse, como uma carga considerável de estudos (muitas vezes com trabalho ao mesmo tempo), multitarefas, novas responsabilidades, alterações no sono e nos hábitos alimentares e de atividade física, estressores sociais, e por fim preocupações e incertezas sobre o futuro. Isso se soma ao contexto atual de nossa sociedade, caracterizado pelo acesso ilimitado à tecnologia, o que potencializa uma sensação de falta de controle sobre suas próprias vidas, intensificando a percepção de estresse (sabemos que quanto mais sensação de  ...[MAIS]