TREINADORES CENTRO MENTE ABERTA - MINDFULNESS BRASIL

Nossos treinadores são experientes instrutores de Mindfulness, preparados para ministrar cursos para praticantes e de formação para outros instrutores, nos protocolos MBHP, MBCT e ABCT.


 

 

Marcelo Demarzo

Fundador e Coordenador do Centro Mente Aberta e Mindfulness Brasil

[su_expand more_text="Saiba mais" less_text="Saiba menos" height="0" text_color="#86b2ed" link_style="dashed" more_icon="icon: chevron-down" less_icon="icon: chevron-up"]Médico formado pela USP e Pós-Doutorado em Mindfulness e Saúde pela Universidad de Zaragoza (Espanha), professor, pesquisador e vice-coordenador do Programa de Pós Graduação (mestrado e doutorado) em Saúde Coletiva do Departamento de Medicina Preventiva da Escola Paulista de Medicina – UNIFESP.

Instagram: @drmarcelodemarzo[/su_expand]


 

 

Odisséia Martins

[su_expand more_text="Saiba mais" less_text="Saiba menos" height="0" text_color="#86b2ed" link_style="dashed" more_icon="icon: chevron-down" less_icon="icon: chevron-up"]Professora Instrutora de Mindfulness do Centro Mente Aberta Mindfulness Brasil . Especialista em Mindfulness pelo Centro Mente Aberta - UNIFESP. Facilita treinamentos baseados em Mindfulness, Mindful Eating e Compaixão. Professora de Kum Nye- Relaxamento e Yoga tibetano. Colaboradora na formação profissional de instrutores do Centro Mente Aberta Mindfulness Brasil desde 2016.

Instagram: @viverpresentemindfulness

Website: https://www.viverpresente.com.br [/su_expand]


 

 

Olga Durães

[su_expand more_text="Saiba mais" less_text="Saiba menos" height="0" text_color="#86b2ed" link_style="dashed" more_icon="icon: chevron-down" less_icon="icon: chevron-up"]Atua como instrutora de Mindfulness graduada pela Unifesp, mestranda em Saúde Coletiva pela Unifesp, professora de meditação graduada pela Yoga Teachers Association- EUA e como instrutora de compaixão graduada pelo Instituto Cultivo (México). 

Instagram: @em.meditacao[/su_expand]


 

 

Sonia Beira Antonio

[su_expand more_text="Saiba mais" less_text="Saiba menos" height="0" text_color="#86b2ed" link_style="dashed" more_icon="icon: chevron-down" less_icon="icon: chevron-up"]Professora Instrutora de Mindfulness do Centro Mente Aberta Mindfulness Brasil . Especialista em Mindfulness - Centro Mente Aberta - UNIFESP; Psicopedagoga Clínica e Institucional; Instrutora Profissional certificada pelo Centro Mente Aberta - UNIFESP; Professora na Formação de Instrutores de Mindfulness; Sócia Fundadora de Desenvolve Seres Humanos.

Website: www.desenvolvesh.com.br[/su_expand]


 

 

Thais Requito

[su_expand more_text="Saiba mais" less_text="Saiba menos" height="0" text_color="#86b2ed" link_style="dashed" more_icon="icon: chevron-down" less_icon="icon: chevron-up"]Professora Instrutora de Mindfulness do Centro Mente Aberta Mindfulness Brasil . Supervisora do programa Terapia Cognitiva Baseada em Mindfulness para a Depressão e para a Vida (MBCT-D e MBCT-L) pelo Centro de Mindfulness da Universidade de Oxford (OMC). Professora do Search Inside Yourself e facilitadora dos protocolos ingleses Taking it Further, Paws.B e WorplaceMT. Graduada em publicidade, possui MBA pela FGV.

Instagram: @thaisrequito

Website: www.thaisrequito.com[/su_expand]


Com o título “Treinamento ajudou voluntários a aprenderem a lidar melhor com a dor”, o jornal Correio Braziliense publicou matéria baseada em uma pesquisa conduzida pela Universidade de Wisconsin-Madison, nos Estados Unidos, e divulgada recentemente na revista The American Journal of Psychiatry, sobre os efeitos benéficos do treinamento de Mindfulness no controle da dor. Assinada pela jornalista Maria Laura Giuliani, a matéria apresenta dados do estudo cientifico que aponta que a atenção plena pode auxiliar pacientes a reagirem melhor à dor. Para chegar à conclusão, os cientistas analisaram respostas neurais de dois grupos de indivíduos submetidos  ...[MAIS]
* Por Dr. Marcelo Demarzo São muitos os aprendizados que podemos extrair do estudo conduzido pela Universidade de Oxford, com cerca de 8.500 adolescentes, com idades entre 11 e 13 anos, em escolas do Reino Unido. A Universidade de Oxford divulgou recentemente os resultados do estudo “Treinamento de atenção plena para estudantes no início da adolescência dentro da escola: o que funciona, para quem e como, no projeto MYRIAD” (“School-based mindfulness training in early adolescence: what works, for whom and how in the MYRIAD trial”), no qual analisou o impacto de um treinamento em Mindfulness para  ...[MAIS]
Matéria do jornal inglês “The Guardian” de 23 de novembro de 2021 anunciou as primeiras novas diretrizes do sistema de saúde pública do Reino Unido (NHS) em décadas, para o tratamento da depressão em adultos. Segundo as novas diretrizes, milhões de pessoas com depressão leve na Inglaterra deverão receber terapia, exercícios e Mindfulness antes dos antidepressivos. Dr. Paul Chrisp, diretor do centro de diretrizes no Instituto Nacional de Excelência em Saúde e Cuidados (NICE), ressalta que “A pandemia da Covid-19 nos mostrou o impacto que a depressão teve na saúde mental. Pessoas com depressão precisam dessas  ...[MAIS]
A cada edição das olimpíadas grandes conquistas, superações e até dificuldades dos melhores atletas do mundo se tornam alvo de inspiração e de atenção para a humanidade. Já faz algum tempo que a saúde mental vem sendo debatida como uma das principais ferramentas de performance dos profissionais do esporte, mas a edição de Tókio 2020 nos chama atenção ainda maior para o tema. Apesar do intenso treinamento físico que dedicaram por anos para conquistar uma vaga na disputa mais acirrada do mundo, atletas de elite demonstraram que a saúde mental comprometida pode lhes tirar da competição  ...[MAIS]
Pode-se dizer que os programas de Mindfulness têm impacto em todos os aspectos da Promoção da Saúde, compreendida em seu sentido mais amplo e moderno como “qualidade de vida e bem-estar na sociedade”. Os programas de Mindfulness têm como princípio o desenvolvimento de autoeficácia e autonomia em saúde das pessoas por meio do treinamento da atenção plena, aspectos esses considerados fundamentais no conceito moderno de Promoção da Saúde, em especial no campo “Desenvolvimento de habilidades pessoais” (DEMARZO, 2018). Por Centro Mente Aberta / Dr Marcelo Demarzo A Promoção da Saúde também pode ser compreendida como “compartilhamento  ...[MAIS]
O isolamento social em resposta à pandemia da COVID-19 têm representado um período de grandes dificuldades para muitos de nós e nossas famílias. Refletindo e agindo sobre os aspectos mencionados nesse artigo, talvez a palavra “isolamento” possa ganhar novas perspectivas. Por Marcelo Demarzo A palavra “isolamento” pode ser facilmente associada aos seus aspectos negativos, como separação, solidão e abandono. O isolamento social em resposta à pandemia da COVID-19 têm representado um período de grandes dificuldades para muitos de nós e nossas famílias. As mudanças forçadas de hábitos em face do distanciamento social e as respostas a  ...[MAIS]
Por Marcelo Demarzo A chegada da pandemia do novo coronavírus no Brasil trouxe consigo o agravamento dos quadros psiquiátricos, causando impactos nos sistemas de saúde pela maior procura de atendimentos. Podemos perceber isso através de uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), com cerca de 400 médicos de 23 estados e do Distrito Federal, que mostrou que 89,2% dos especialistas entrevistados destacaram o agravamento de quadros psiquiátricos em seus pacientes devido à pandemia de Covid-19. O alto percentual é um alerta para os sistemas de saúde públicos e privados, já que muitas doenças mentais  ...[MAIS]
Por Marcelo Demarzo para o Viva Bem, do UOL Antes de mais nada, mindfulness (ou atenção plena) é um dos estados naturais de nossa mente, ou seja, já temos essa capacidade desde nosso nascimento, mas infelizmente a desenvolvemos pouco ao longo da vida. Dentro dos estados possíveis de nossa mente, mindfulness seria aquele no qual estamos plenamente focados ou conectados no que estamos fazendo, vivenciando ou sentindo naquele momento. Para que seja possível essa conexão mais plena com a experiência, além de estarmos atentos (pré-requisito), necessitamos estar ao mesmo tempo numa atitude mental específica, que implica em sair de outro modo habitual  ...[MAIS]
Os treinamentos em mindfulness são eficazes para o gerenciamento do estresse em geral e também para situações específicas, como o estresse crônico relacionado ao trabalho, que chamamos de burnout (ou síndrome do esgotamento profissional). A profissão de “professor” está entre as que mais desenvolvem burnout, além de ansiedade e depressão, em especial quando as condições estruturais de trabalho não são adequadas. Os principais sintomas são exaustão emocional, despersonalização (sensação de estranhamento ou “separação” de si mesmo e com as atividades de trabalho —distanciamento ou não-engajamento), e sensação de falta de eficácia ou realização pessoal. Uma série de pesquisas nos mostram que  ...[MAIS]
Por Marcelo Demarzo para o Viva Bem, do UOL Uma fonte bastante comum de estresse e preocupação no dia a dia são as relações interpessoais, tanto familiares quanto de trabalho. Aumentar nossa capacidade de lidar conscientemente com essas situações pode aumentar nossas opções de resposta, reduzindo a intensidade dos conflitos. A eficácia nas relações interpessoais é um dos benefícios da prática regular da atenção plena (mindfulness), gerando uma maior tolerância aos sentimentos desconfortáveis e um melhor controle das emoções, em especial as negativas como a raiva. Uma melhor capacidade de atenção e consciência nessas situações de conflito é a base para uma  ...[MAIS]