Uma pesquisa recentemente realizada pelo Centro Mente Aberta da Unifesp, coordenada por Dr Marcelo Demarzo e desenvolvida pela mestranda Marlucia Santos de Jesus, concluiu que intervenções de Mindfulness no protocolo MBHP (Mindfulness based Health Promotion) são eficazes para a performance e o equilíbrio emocional de atletas paralímpicos. O estudo foi realizado com 27 voluntários, sendo 12 atletas e equipe técnica da seleção brasileira paralímpica de bocha e 15 não atletas, revelando que Mindfulness é aplicável em treino e nas competições, melhorando o equilíbrio emocional, diminuindo os níveis de estresse percebido e ruminação mental e aumentando a  ...[MAIS]
A cada edição das olimpíadas grandes conquistas, superações e até dificuldades dos melhores atletas do mundo se tornam alvo de inspiração e de atenção para a humanidade. Já faz algum tempo que a saúde mental vem sendo debatida como uma das principais ferramentas de performance dos profissionais do esporte, mas a edição de Tókio 2020 nos chama atenção ainda maior para o tema. Apesar do intenso treinamento físico que dedicaram por anos para conquistar uma vaga na disputa mais acirrada do mundo, atletas de elite demonstraram que a saúde mental comprometida pode lhes tirar da competição  ...[MAIS]
Pode-se dizer que os programas de Mindfulness têm impacto em todos os aspectos da Promoção da Saúde, compreendida em seu sentido mais amplo e moderno como “qualidade de vida e bem-estar na sociedade”. Os programas de Mindfulness têm como princípio o desenvolvimento de autoeficácia e autonomia em saúde das pessoas por meio do treinamento da atenção plena, aspectos esses considerados fundamentais no conceito moderno de Promoção da Saúde, em especial no campo “Desenvolvimento de habilidades pessoais” (DEMARZO, 2018). Por Centro Mente Aberta / Dr Marcelo Demarzo A Promoção da Saúde também pode ser compreendida como “compartilhamento  ...[MAIS]
O isolamento social em resposta à pandemia da COVID-19 têm representado um período de grandes dificuldades para muitos de nós e nossas famílias. Refletindo e agindo sobre os aspectos mencionados nesse artigo, talvez a palavra “isolamento” possa ganhar novas perspectivas. Por Marcelo Demarzo A palavra “isolamento” pode ser facilmente associada aos seus aspectos negativos, como separação, solidão e abandono. O isolamento social em resposta à pandemia da COVID-19 têm representado um período de grandes dificuldades para muitos de nós e nossas famílias. As mudanças forçadas de hábitos em face do distanciamento social e as respostas a  ...[MAIS]
Por Marcelo Demarzo A chegada da pandemia do novo coronavírus no Brasil trouxe consigo o agravamento dos quadros psiquiátricos, causando impactos nos sistemas de saúde pela maior procura de atendimentos. Podemos perceber isso através de uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), com cerca de 400 médicos de 23 estados e do Distrito Federal, que mostrou que 89,2% dos especialistas entrevistados destacaram o agravamento de quadros psiquiátricos em seus pacientes devido à pandemia de Covid-19. O alto percentual é um alerta para os sistemas de saúde públicos e privados, já que muitas doenças mentais  ...[MAIS]
Por Marcelo Demarzo para o Viva Bem, do UOL Antes de mais nada, mindfulness (ou atenção plena) é um dos estados naturais de nossa mente, ou seja, já temos essa capacidade desde nosso nascimento, mas infelizmente a desenvolvemos pouco ao longo da vida. Dentro dos estados possíveis de nossa mente, mindfulness seria aquele no qual estamos plenamente focados ou conectados no que estamos fazendo, vivenciando ou sentindo naquele momento. Para que seja possível essa conexão mais plena com a experiência, além de estarmos atentos (pré-requisito), necessitamos estar ao mesmo tempo numa atitude mental específica, que implica em sair de outro modo habitual  ...[MAIS]
Por Mercelo Demarzo para o Viva Bem do UOL Como muitas vezes associamos a prática da atenção plena (mindfulness) com “meditação” ou tradições contemplativas orientais (como o Budismo), é comum que surjam uma série de mitos e preconceitos (ideias pré-concebidas) sobre o tema, os quais podem se tornar barreiras para quem quer começar a dar os primeiros passos em mindfulness. Podemos classificar essas ideias pré-concebidas como “mitos negativos” (que desqualificam), e “mitos positivos” (ideias e expectativas irrealistas). Vamos conhecer os principais: Mitos negativos Mindfulness é apenas para budistas ou hinduístas As pesquisas nos mostram que a atenção plena é uma  ...[MAIS]