Programa de Mindfulness para Saúde

MBSR

Uma das primeiras aplicações das práticas de “mindfulness” como terapia clínica no ocidente foi feita no fim da década de 1970 por Jon Kabat-Zinn e colegas (Universidade de Massachusetts, Estados Unidos), que desenvolveram um programa de redução do estresse em grupo baseado em “mindfulness”, conhecido como MBSR (sigla em inglês para: Mindfulness-Based Stress Reduction).

O MBSR, citado também na literatura como “clínica de estresse”, tem sido estudado há pelo menos 30 anos. Trata-se de uma forma de intervenção estruturada, voltada a pessoas e pacientes acometidos com condições clínicas associadas a níveis prejudiciais de “estresse”.

Enraizado em práticas e filosofias orientais (Budismo Tibetano, Zen, entre outras), o MBSR é estruturado como um programa que comporta atividades presenciais (junto a um instrutor) e à distância, combinando técnicas simples de “mindfulness” e meditação. A eficácia e a efetividade do MBSR foram estudadas em uma variedade de populações, incluindo pessoas com diagnósticos de câncer, ansiedade, depressão, cardiopatias, entre outros, bem como em indivíduos considerados saudáveis, profissionais, estudantes, atletas.

O MBSR é um programa altamente estruturado ao longo de oito semanas, em que os participantes se reúnem semanalmente por aproximadamente 2,5 horas para vivências de técnicas de “mindfulness” e meditação.

Aos participantes também são dadas atribuições para serem implementadas em ambiente domiciliar ou de trabalho, diariamente e com duração média de 45 minutos. Os mesmos são instruídos no sentido de procurarem incorporar “mindfulness” em suas vidas diárias, fazendo com que as atividades rotineiras se tornem, de certa forma, também uma oportunidade de praticar “mindfulness” (chamadas de “práticas informais”).

As principais técnicas utilizadas são a chamada “atenção plena” (“mindfulness”) na respiração, o “escaneamento” corporal (body scan – técnica relativamente similar ao relaxamento muscular progressivo), a caminhada meditativa, e os movimentos corporais com atenção plena, que utilizam posturas corporais consideradas leves, podendo ser realizados por indivíduos com diferentes níveis de capacidade e limitações físicas.

Após a conclusão do programa de oito semanas, os participantes estão competentes para continuarem praticando as técnicas sozinhos ou em grupos, e em seus próprios ambientes (em casa ou no trabalho), o que pode criar um efeito de sustentabilidade importante para promoção da saúde e empoderamento dos praticantes.

Outros tipos de Programas de Mindfulness

Existem diversas outras intervenções terapêuticas baseadas em “mindfulness” (mindfulness-based interventions), podendo ser citadas, por exemplo, a “Mindfulness-Based Cognitive Therapy” (MBCT), a “Breathworks Mindfulness-Based approaches to Pain and Illness” (MBPI), e a “Terapia de Aceitação e Compromisso” (ACT em inglês). Em geral, essas intervenções são desenvolvidas em grupo, e em sessões nas quais são ensinadas, praticadas e discutidas técnicas de mindfulness para a saúde, sendo que, dependendo do foco específico do programa, outros temas também são abordados como depressão, dor crônica, dependência de substâncias, distúrbios alimentares, técnicas cognitivas-comportamentais, entre outros.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s